skip to Main Content
II Edição Da Ocupação Afro.Futurista Passa Por Salvador, Seabra E Irecê

II Edição da Ocupação Afro.Futurista passa por Salvador, Seabra e Irecê

Com foco na cultura maker, empreendedorismo, Economia Criativa e tecnologia, a Ocupação Afro.Futurista ganhou uma nova dimensão nesta segunda edição, que começa no dia 9 de outubro. Além de Salvador, a iniciativa será realizada em Seabra e Irecê, cidades que ficam no centro do estado da Bahia.

Com um amplo line up de atrações (shows, workshop, palestras, laboratório de Realidade Virtual e feira maker), a Ocupação está se firmando como uma referência no processo de democratização do acesso à tecnologia e de promoção da cultura da inovação.

O festival terá como fio condutor o mote “Wakanda é Bahia“, com o proposito de celebrar a importância do Estado no contexto da diáspora africana, na América Latina, com uma referência à cidade high-tech no coração do continente negro, mostrada no filme Pantera Negra.

“Apesar de ser um movimento que data da década de 1960, o afrofuturismo ganhou escala planetária no início deste ano, graças ao sucesso do filme e o aumento da discussão sobre a presença negra na área de tecnologia”, destaca Paulo Rogério Nunes, cofundador da Holding Social Vale do Dendê que, ao lado do Instituto Mídia Étnica (IME), comanda a Ocupação.

Os organizadores também se preocuparam em relação ao uso da tecnologia como elemento de promoção da cidadania participativa, da melhoria da qualidade de vida e da resolução de problemas comunitários. Este desafio será encarado pelos jovens que participarão das três edições da Maratona de Tecnologia e Inovação Afro.Futurista. “Em cada uma das cidades vamos privilegiar temas da pauta local como mote para os desafios que serão apresentados aos jovens“, explica Luciane Neves, diretora-executiva do IME.

Back To Top